Tina (Ana Hikari), Lica (Manoela Aliperti), Benê (Daphne Bozaski), Keyla (Gabriela Medvedovski) e Ellen (Heslaine Vieira) em Malhação Viva a Diferença / Foto: Divulgação TV Globo.



Temporada de Malhação com maior audiência desde 2009, Viva a Diferença (2017) vai virar série. O cineasta Cao Hamburger está escrevendo os episódios de um revival chamado As Five, como ficaram conhecidas as cinco protagonistas da novelinha teen. As gravações devem começar no próximo trimestre. A série será exibida primeiro no Globoplay e depois na Globo, ainda em 2019.

Viva a Diferença, que no mês passado foi indicada ao Emmy Internacional Kids, terminou em março deste ano com 20,7 pontos de média na Grande São Paulo, mais do que dá atualmente a novela das seis, Espelho da Vida.

A série vai mostrar as vidas das cinco garotas após a passagem de alguns anos. Já jovens adultas, elas vão se reencontrar no enterro da mãe de Tina (Ana Hikari) e terão de reaprender a conviver entre si, porque suas vidas mudaram muito _no final de Viva a Diferença, cada uma seguiu um rumo diferente.

O plot de As Five repete o da novelinha. Malhação - Viva a Diferença começou com o encontro casual das cinco protagonistas. Durante uma pane do metrô de São Paulo, Lica (Manoela Aliperti), Ellen (Heslaine Vieira), Tina, Benê (Daphne Bozaski) e Keyla (Gabriela Medvedovski) ficaram presas no mesmo vagão. Para aumentar a tensão, Keyla entrou em trabalho de parto, e as outras quatro se uniram para ajudá-la.

Nascia ali uma amizade improvável entre meninas de estilos de vida, classes sociais e origens diferentes: uma rica alternativa, uma hacker da periferia, uma artista rebelde, uma tímida e solitária e uma mãe adolescente.

Escrita por Cao Hamburger, um bem-sucedido diretor de cinema (O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, Xingu) e de TV (Castelo Rá-Tim-Bum) e dirigida por Paulo Silvestrini, a temporada quebrou paradigmas ao apresentar cinco protagonistas mulheres, no lugar do tradicional casal atrapalhado por uma vilã.

Uma das cinco, Lica, roubou a cena no fim do ano passado, quando se aproximou de Samantha (Giovanna Grigio). Pouco depois, as duas iniciaram o romance e até houve a sugestão de uma transa. Graças a essa trama, a fama de Viva a Diferença atravessou fronteiras e, pela primeira vez em 13 anos, a Globo colocou uma temporada de Malhação em seu catálogo de vendas internacionais.

Apesar do sucesso da novelinha, a Globo hesitou sobre o futuro das cinco protagonistas e chegou a cogitar deixá-las sem contrato, porque não havia um projeto para cada uma delas. Agora há. As informações são do site Notícias da TV.