A direção da Globo decidiu ontem (13) qual será o nome definitivo de sua próxima novela das nove. A produção, que vinha sendo chamada de Dias Felizes, foi rebatizada como A Dona do Pedaço, uma referência à sua protagonista, personagem de Juliana Paes. O melodrama de Walcyr Carrasco começou a ser gravado na última segunda (11) no Rio Grande do Sul, sob a direção artística de Amora Mautner. Estreia em maio.
Na trama, Juliana interpretará Maria da Paz, filha de uma família de justiceiros do Espírito Santo que se apaixona por Amadeu, personagem de Marcos Palmeira, herdeiro de uma família de justiceiros rivais, em disputa pelo mesmo território. No dia do casamento dos dois, ele é atingido por um tiro e é dado como morto.
Para não ser assassinada, Maria da Paz foge para São Paulo e se sustenta vendendo fatias de bolo nas ruas. Ela descobre que tem o dom para a confeitaria e, com o tempo, se torna dona de uma cadeia de lojas. É quando ressurge em sua vida Amadeu, que por sua vez também pensava que ela estava morta.
A essa altura, a heroína estará envolvida com o playboy empobrecido Régis (Reynaldo Gianecchini). Sedutor, ele será disputado também pela filha de Maria da Paz, a vilã Lurdes, papel de Agatha Moreira.
Estarão na produção Fernanda Montenegro, como a mãe de Juliana Paes; Paolla Oliveira, na pele de uma blogueira superfamosa que influencia Lurdes; Monica Iozzi, como uma empresária de digital influencers; Caio Castro, no papel de um boxeador; Jussara Freire, de volta à Globo, fazendo a mãe de Amadeu; Sergio Guizé e Nathalia Dill. Terá também uma atriz trans, Glamour Garcia, interpretando um travesti.
Cauã Reymond, disputadíssimo por autores e longe das novelas desde A Regra do Jogo, não está no elenco de A Dona do Pedaço.