SBT estuda acabar com "Casos de Família" e pôr Christina Rocha no "Fofocalizando"

Christina Rocha no "Casos de Família" / Foto: Gabriel Cardoso - SBT.


Segundo informações do Notícias da TV, o SBT estuda acabar com o Casos de Família. Na tentativa de entender o motivo de a atração de Christina Rocha não reagir na audiência, nos últimos dias a direção realizou um estudo com o público da emissora e chegou à conclusão de que o formato está desgastado. Caso o programa seja descontinuado, a apresentadora poderá ser realocada no Fofocalizando.

Nessa pesquisa com os fãs, diversos aspectos negativos foram apontados. E o SBT, de pronto, não conseguiu encontrar uma solução. A primeira ideia foi dar fim ao programa e esticar a duração da atração de fofocas, integrando Christina ao já superlotado sofá, que conta com Lívia Andrade, Mara Maravilha, Mamma Bruschetta, Leão Lobo, Décio Piccinini, Léo Dias e Gabriel Cartolano.

Outra ideia que surgiu foi dar "férias" ao programa, assim como já fez em 2011 e em 2013, quando o Casos de Família ficou fora do ar durante dois meses.

O principal fator apontado na pesquisa foi o desgaste do formato. Embora ele tenha mudado completamente sua linguagem em 2009, adotando uma abordagem popularesca quando deixou de ser apresentado por Regina Volpato e passou para o comando de Christina Rocha, já faz dez anos que ele não traz nada de novidade.

Outro fator apontado foi a credibilidade do programa. Embora exista um esforço da emissora e da apresentadora em sempre afirmar que todos os casos abordados são reais, e que os personagens de cada edição não são atores encenando os barracos, vários casos contraditórios foram expostos ao longo dos anos. 

O próprio Notícias da TV e outros meios de comunicação publicaram em janeiro de 2015 o caso de uma figurante chamada Jéssica, que havia aparecido no mesmo dia nos programas Casos de Família e Você na TV, apresentado por João Kleber na RedeTV!. No SBT, ela foi brigar com sua mãe por não aceitar sua profissão: prostituta. No segundo, revelou a traição de uma tia. 

Já o colunista Maurício Stycer também publicou no UOL a história de uma figurante que apareceu duas vezes no Casos de Família, utilizando nomes diferentes e envolvida em barracos inéditos.

Na primeira, em janeiro de 2014, ela se apresentou como Andréia e foi reclamar que os filhos do namorado atrapalhavam o relacionamento. Em dezembro do mesmo ano, ela surgiu como Maria, deu seu depoimento sobre o tema "Troquei você por alguém melhor", e se apresentou como "a chifruda e trocada". O suposto namorado também era diferente da primeira vez em que foi ao programa do SBT. 

Procurado, o SBT disse que não estuda acabar com o Casos de Família. Fontes  internas, porém, confirmam que a atração de Christina Rocha está na mira dos diretores da emissora e pode ter o fim decretado a qualquer momento.

Nenhum comentário