‘Segunda Chamada’ exalta as histórias de superação de professores e alunos do ensino noturno para jovens e adultos

Resultado de imagem para ‘Segunda Chamada’ exalta as histórias de superação de professores e alunos do ensino noturno para jovens e adultos
Jaci (Paulo Gorgulho), Lúcia (Débora Bloch), Sônia (Hermila Guedes), Eliete (Thalita Carauta), Marco André (Silvio Guindane) / Foto: Divulgação Globoplay.

Quando a noite cai, milhões de vidas se entrelaçam, com os contornos particulares de suas próprias rotinas, nas pistas e trilhos da gigante São Paulo. A julgar pela hora, o fim do dia, que deveria representar o momento do descanso, ganha novo significado para os que desviam o caminho de casa e seguem para um local cuja importância anda lado a lado com a mais alta expectativa de transformação social: a escola. Neste horário, as salas de aula estão a serviço da educação para jovens e adultos e são compostas por pessoas de 17 a 70 anos que enfrentam desafios diários e que retornam à escola em busca de uma vida melhor. Em ‘Segunda Chamada’, série da Globo em coprodução com a O2 Filmes, a Educação surge como um vislumbre de esperança e faz a missão dos professores ainda mais urgente: lembrar a todos que nunca é tarde para uma segunda chance.

Na história cinco mestres resistem à péssima infraestrutura da escola, ao abandono institucional e à falta de reconhecimento e renovam, dia após dia, a fé no trabalho que realizam. Por mais difícil que isso seja, a vocação fala mais alto para o diretor Jaci (Paulo Gorgulho), a persistente Lúcia (Débora Bloch), professora de Língua Portuguesa; a trabalhadora Sônia (Hermila Guedes), professora de História e Geografia; a alegre Eliete (Thalita Carauta), professora de Matemática; e o idealista Marco André (Silvio Guindane), professor de Artes. Juntos, eles mostram que, dentro da fictícia Escola Estadual Carolina Maria de Jesus, uma linda homenagem a uma das primeiras e mais importantes escritoras negras do Brasil, há conflitos, divergências e obstáculos constantes à realidade de educadores e de alunos, mas também emocionantes histórias de superação.

A obra, que está sendo gravada em São Paulo, é a primeira escrita pelas autoras Carla Faour e Julia Spadaccini, com Maíra Motta , Giovana Moraes e Victor Atherino, que também marca a estreia de Joana Jabace na direção artística. A direção conta ainda com Breno Moreira, João Gomez e Ricardo Spencer e tem no elenco nomes como Carol Duarte, Felipe Simas, Mariana Nunes, Nanda Costa, Linn da Quebrada, Otávio Müller, Marcos Winter, José Dumont, Caio Blat e Arthur Aguiar, entre muitos outros.

Nenhum comentário