Regina Duarte / Foto: Reprodução Internet.

A Globo se pronunciou nesta tarde de segunda-feira (20) sobre a possiblidade da atriz Regina Duarte virar Secretária da Cultura do Governo Jair Bolsonaro. A atriz, que está na Globo desde 1969, se reuniu com o Presidente para conhecer a posta que cuidaria em Brasília e disse que dará a resposta em breve. 

Segundo o comunicado que a Globo enviou ao Telemaníacos, a emissora afirmou que adotará a política interna de todo o Grupo Globo, que não permite que seus contratados exerçam cargos público em qualquer esfera. Se aceitar o convite, Regina Duarte terá o contrato suspenso automaticamente. 

“A atriz Regina Duarte tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir a suspensão de seu vínculo com a emissora, como impõe a nossa política interna, que é de conhecimento de todos os colaboradores”, afirmou a emissora carioca no comunicado.

Regina Duarte é considerada uma atriz de primeiro escalão e tem contrato fixo com alto salário, como acontece com atores como Tony Ramos e Glória Pires, que também estão neste patamar. Sua última novela na Globo foi uma participação fixa em Tempo de Amar, trama das 18 horas produzida entre 2017 e 2018.

A atriz recentemente reclamou de não ter papéis na Globo, algo difícil para atrizes mais experientes. Além disso, ela é defensora do Governo Jair Bolsonaro em suas redes sociais, o que já lhe rendeu críticas de colegas da própria Globo. O mais ferrenho deles é o ator José de Abreu.