Um dos maiores nomes da TV brasileira, Lima Duarte – nascido Ariclenes Venâncio Martins – é o convidado desta quinta-feira (21), do ‘Conversa com Bial’. Por videoconferência, de seu sítio, o ator relembra o nascimento da TV brasileira, com a inauguração da TV Tupi, há 70 anos. O ator fala das consequências da pandemia para o cinema e as adaptações que serão exigidas. E também relembra histórias do inesquecível personagem Sinhozinho Malta. Lima Duarte fala, ainda, sobre o cenário político – atual e nas décadas passadas. Como foi levado para depor no DOPS e o convite para ser vice-presidente na chapa do então candidato Mario Covas, em 1989.

E nesta sexta-feira, dia 22, dois grandes apresentadores da televisão brasileira se reencontram. Pedro Bial entrevista Maria da Graça Xuxa Meneghel, em um programa marcado pelas histórias de quem carrega o status de ser uma das maiores estrelas do Brasil. Os dois relembram quando se conheceram em 1987, durante uma edição do ‘Globo Repórter’. Na época, no auge da popularidade, Xuxa precisava se fantasiar para não ser reconhecida na rua. De sua casa, sem medo de olhar para trás ou para o futuro, a convidada conta, sem reservas, como tem enfrentado um dos momentos mais delicados da humanidade, compartilhando impressões e opiniões de sua trajetória profissional.

Xuxa fala sobre o processo de envelhecimento e como teve que lidar com as mudanças físicas. E afirma como está sendo importante envelhecer ao lado de um amor. Ela ainda confessa que teve relacionamentos ruins, com pessoas que buscavam um personagem da TV e não a verdadeira Maria da Graça. Os dois comentam, ainda, sobre a hiperssexualização dos anos 80. Por fim, a apresentadora conta um pouco de sua relação com a filha.

Com direção artística de Monica Almeida, o ‘Conversa com o Bial’ vai ao ar de segunda a sexta-feira, após o ‘Jornal da Globo’.