Um homem invadiu a TV Globo na tarde desta quarta-feira (10) e manteve uma repórter – identificada apenas com o primeiro nome, Marina – refém, conforme uma fonte informou ao Metrópoles. A polícia foi acionada e tentou negociar com o suspeito.

O sujeito teria entrado na sede do canal, no Jardim Botânico (Rio de Janeiro), gritando “Globo lixo”. De acordo com um cinegrafista que esteve no local, todos os funcionários ficaram isolados, presos no andar onde funciona a GloboNews. Rapidamente a repórter foi identificada como Marina Araújo.

O homem estava armado com um facão e beijava a cabeça da repórter enquanto apontava a arma para o pescoço dela. O sujeito estaria à procura da jornalista Renata Vasconcellos, com quem queria conversar. Nesta quarta-feira (10), é aniversário da jornalista.

Ao tomar conhecimento do episódio, a jornalista Renata Vasconcellos apareceu e, segundo a fonte, o suspeito soltou a faca. Na sequência, ele, descrito pelos presentes como “psicopata”, foi preso. A situação foi controlada.