Na última quarta-feira (29), o SBT e seus diretores foram pegos de surpresa com a mudança contratual entre a rede mexicana Televisa, detentora dos direitos das fitas, e o Grupo Chespirito, dona dos roteiros escritos por Roberto Gómez Bolaños (1929-2014).

O SBT soube que perderia Chaves, justamente no dia em que voltou a exibir o programa em sua grade diária, às 14h15, e viu o ibope triplicar no horário. A emissora também exibia a série nas madrugadas de sábado e nas manhãs de domingo. Aos finais de semana, também ia ao ar o Clube do Chaves, com Chapolin e outros quadros de Bolaños (Chaveco, Pancada, Doutor Chapatin e Dom Caveira).

Para tapar o buraco do seriado Chaves (que durante décadas serviu de tapa-buraco para muitos horários do SBT), a rede de Silvio Santos reprisará séries como "The Big Bang Theory" e "Patrulha Salvadora" (spin-off de Carrossel). Aos domingos, estenderá o "Triturando" das 9h30 às 11h.

O SBT ordenou na manhã desta sexta-feira (31) que as afiliadas não exibam mais Chaves em qualquer horário da programação.

O mesmo impasse entre Televisa e Grupo Chespirito impediu a renovação do acordo com o Grupo Globo, que exibia Chaves e Chapolin no Multishow, e com outras emissoras pelo mundo. Até o Las Estrellas, canal de entretenimento da Televisa, tirará as séries do ar. No streaming, o Amazon Prime Video também excluiu os programas mexicanos do cardápio.


CONFIRA NA ÍNTEGRA O COMUNICADO DO SBT



"COMUNICADO IMPORTANTE

São Paulo, 31 de julho de 2020 – A partir deste sábado, 01 de agosto, o SBT deixará de exibir o seriado Chaves. A informação chegou à emissora nesta última quarta-feira (29/07), por notificação da Televisa, emissora mexicana detentora dos direitos da obra produzida, na qual informa que a suspensão é devida a um problema pendente a ser resolvido com o titular dos direitos das histórias. A exibição dos seriados Chaves, Chapolin e Chespirito estaria garantida até 31/07/2020, com possibilidade de renovação entre as partes, o que verbalmente havida sido confirmado. No entanto, a negativa em relação ao acordo com o grupo detentor de direitos intelectuais sobre as histórias, chegou a apenas poucos dias do fim do contrato. O SBT lamenta a decisão, principalmente em respeito ao seu público, que acompanha fielmente os seriados há tantos anos na emissora. A emissora continua na torcida para um acordo entre as duas empresas mexicanas o mais rápido possível e, se isto acontecer, teremos o prazer de informar aos fãs de Chaves, Chapolin e Chespirito, imediatamente."


Curta nossa página