A Band definiu esta semana as datas dos debates entre os concorrentes à prefeitura de São Paulo. A cobertura das eleições 2020 contará com uma integração completa entre os veículos do Grupo Bandeirantes. A movimentação dos candidatos em todos os estados e os desafios impostos pela pandemia do coronavírus terão acompanhamento diário pelas emissoras de TV, rádio e plataformas digitais. O Jornalismo vai mergulhar nos assuntos municipais e aproximar mais o eleitor das questões que impactam o dia a dia.

Em janeiro, a emissora já tinha acertado com todos os partidos as datas dos debates entre os concorrentes à prefeitura de São Paulo. Com o adiamento da eleição, a direção da Band retomou as negociações e definiu os novos encontros que deverão ser seguidos pelas demais emissoras que compõem o Grupo Bandeirantes.

O primeiro debate será no dia 17 de setembro e, se houver segundo turno, os candidatos voltam a se encontrar no dia 19 de novembro. Em 20 de agosto estreia o Band Eleições, que vai ao ar às quintas-feiras até a semana seguinte ao segundo turno, em 29 de novembro. O programa será reexibido pelo canal BandNews, rádios e internet.

Ao longo de toda a campanha, o Índice Band irá medir a intenção de votos nas principais capitais do país. "Em contato com os partidos, fizemos uma atualização do nosso projeto de cobertura eleitoral que já havia sido discutido e aprovado em reuniões anteriores. Nossos debates, que são os primeiros, agora têm novas datas, e os programas também. Estamos reforçando nossa prioridade número 1 nessa cobertura, que é elevar o nível de utilidade dos programas, dando mais espaço para buscar solução para os problemas das cidades que com a pandemia se mostraram mais graves e mais claros", afirma Fernando Mitre, diretor nacional de Jornalismo.