Emissora negociou com Flamengo para a transmissão da segunda partida da decisão, no próximo dia 15; cada cota tem valor de R$ 7,9 milhões

Após 17 anos sem transmitir uma partida de futebol de clubes do eixo Rio-São Paulo, o SBT retorna ao universo das transmissões em rede nacional na próxima quarta-feira, 15. A emissora negociou com o Flamengo a exibição da segunda partida da decisão do Campeonato Carioca, que será disputada contra o Fluminense. O primeiro jogo da final, que acontece nesse domingo, 12, será transmitida pela Flu TV, canal do Fluminense no YouTube.

Para essa partida única, o SBT preparou um plano comercial de cinco cotas de patrocínio, com valor (de tabela) de R$ 7,9 milhões. A primeira delas já foi comercializada pela PicPay, que garantiu a presença na transmissão do jogo. É importante considerar que esse valor é o apresentado oficialmente ao mercado publicitário, mas é comum que descontos sejam concedidos na negociação. As outras 4 cotas de patrocínio estão em negociação pela emissora.

O retorno do futebol carioca à tela do SBT tornou-se possível após uma série de reviravoltas que vem acontecendo no âmbito dos direitos de transmissão de TV do esporte mais popular do País. O novo cenário teve início em 18 de junho, quando o presidente Jair Bolsonaro publicou uma Medida Provisória que altera a Lei Pelé, responsável pelas regras dos direitos de transmissão de futebol na TV. Antes, para exibir uma partida, era necessário que uma emissora firmasse contrato com os dois times que estariam em campo. Com a nova MP, o direito de arena passou a ser exclusivo do time mandante daquela partida.

Essa mudança da Lei aconteceu justamente na retomada do Campeonato Carioca, após meses de interrupção por conta da pandemia Covid-19. Como era o único clube, entre os disputantes do torneio estadual, a não ter firmado contrato com a Globo em 2020, o Flamengo interpretou a Lei como uma oportunidade para negociar os direitos dos jogos restantes do campeonato de forma independente.

De acordo com apurações da reportagem do site Meio & Mensagem, o Flamengo esteve próximo de negociar com a Record para a transmissão da partida contra o Boavista, ocorrida em 1º de julho. A emissora chegou a criar e apresentar ao mercado um plano comercial para a transmissão do jogo. A negociação não evoluiu, no entanto, por questões judiciais.

Assim que o Flamengo começou a negociar os direitos de transmissão de suas partidas, a Globo recorreu à justiça alegando que, por ter o contrato assinado com as demais equipes participantes – e pelo fato de esse contrato ter sido assinado antes da publicação da MP – seus direitos deveriam ser cumpridos. Para evitar problemas, Record e Flamengo, então, desistiram da negociação.

Mesmo com a Globo brigando na justiça, o Flamengo exibiu a partida contra o Boavista em seu canal oficial no YouTube, a Fla TV. A atitude do rubro-negro levou a Globo, no dia seguinte, 2 de julho, a rescindir o contrato com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro, abrindo mão de transmitir as partidas restantes do campeonato Carioca. A emissora alegou que não faria mais sentido manter o contrato sendo que as cláusulas haviam sido descumpridas.



Siga-nos
Curta nossa página