O jornalista Eduardo Ribeiro testou positivo para o novo coronavírus, após 18 dias de ser descartada a suspeita da doença e terá que se afastar dos seus trabalhos na Record TV.

O apresentador teve contato com uma pessoa infectada pelo coronavírus (Covid-19) e por isso ficará isolado em casa. Já neste final de semana, ele será substituído por Sérgio Aguiar na apresentação do "Domingo Espetacular", junto com Carolina Ferraz.

Diante disso, Luiz Fara Monteiro foi escolhido para novamente conduzir o "Câmera Record", que vai ao ar também aos domingos.

A redação de jornalismo da Record TV foi imediatamente avisada do seu afastamento e o próprio Eduardo Ribeiro, nesta quinta-feira (13), também fez questão de tranquilizar os colegas de redação.

Procurada, a assessoria de imprensa da Record TV confirma o teste positivo do apresentador. Edu garantiu que está bem e vai cumprir o protocolo de isolamento pelos próximos 14 dias.

O jornalista, que completou 40 anos em junho, vive o seu melhor momento na TV com a apresentação do "Domingo Espetacular". Formado no estado do Paraná, ele ganhou projeção em 2006 ao tornar-se repórter do Jornal da Band.


Crescimento de Eduardo Ribeiro na TV



Edu passou um ano como contratado da Band, de 2006 a 2007, atuando como repórter da emissora e fazendo substituições na bancada quando necessário.

Em agosto de 2007 foi contratado pela Record News para comandar o principal telejornal do canal. O bom trabalho não ficou restrito apenas a emissora de notícias 24 horas.

Em pouco tempo o âncora foi ganhando destaque na programação no comando de reportagens especiais. Assumiu o Domingo Espetacular no ano passado após a morte de Paulo Henrique Amorim, mas antes da fatalidade ele já fazia substituições esporádicas na atração.


Nova fase do Domingo Espetacular



O jornalístico da Record TV sofreu uma reformulação geral e contou com a estreia de Carolina Ferraz ao lado de Eduardo Ribeiro no dia 12 de julho, juntamente com novo cenário e quadros.

Patrícia Costa ficou por quatro anos no semanal e com a saída foi remanejada para o Jornal da Record. Já Thalita Oliveira, que estava lá desde 2014, voltou a comandar o telejornal matinal Fala Brasil.


Curta nossa página