O novo transmissor da TV Cultura, da marca alemã Rohde & Schwarz, um dos mais potentes do mundo, começa a operar nesta segunda-feira (07), propiciando que a emissora tenha uma imagem com mais qualidade, cor e brilho. Além disso, com o novo equipamento, o canal atingirá a marca de 2 milhões de novos telespectadores na Grande São Paulo, além de uma economia considerável em energia elétrica. 

O novo modelo possui o dobro da potência do atual, passando de 10 KW para 19 KW, equivalente aos transmissores de grandes emissoras. O transmissor irá operar com alta eficiência, 80% maior que o atual.

Segundo o Diretor Técnico da TV Cultura, Nelson Faria Júnior, com a medida a emissora fará uma economia mensal de aproximadamente R$ 30 mil em energia elétrica.


Vinheta roteirizada por Boni

Para celebrar o início da operação do novo transmissor, a Cultura leva ao ar a primeira vinheta em SimulD da televisão, roteirizada por Boni e desenvolvida pela designer Ruth Reis em parceria com a empresa Blend 3, com animação de Juan Diáz. O SimulD é um processo de produção em 3 D real, que permite que o efeito 3D seja percebido na televisão sem o uso de óculos.


Curta nossa página