Apresentado por Patricia Abravanel e Gabriel Cartolano, o Vem Pra Cá desta segunda-feira, 24 de maio, traz uma entrevista impactante com Deolane Bezerra, a viúva de MC Kevin, morto no último dia 16. Em entrevista à repórter Livia Raick, Deolane dá detalhes da vida do cantor e fala tudo o que pensa sobre o ocorrido. A advogada criminalista afirma que sempre tentou alertá-lo sobre o uso de drogas: "ele falava que não passaria dos 25 anos (...) no começo eu tentava ao máximo, ele fumava (maconha) todos os dias. Depois eu vi que aquilo fazia parte da vida dele. A hiperatividade dele era controlado com isso. Então eu comecei a abrir mão dessa perseguição da maconha. Ele falava que era uma planta criada por Deus".


Sobre as amizades do cantor, Deolane diz que nunca gostou do amigo Victor, o MC VK, o qual estava com MC Kevin no dia de sua morte. "Eu nunca gostei dele. Eu não sei porquê, e peço perdeu a Deus, peço perdão a ele. Eu via olhares diferentes a cada subida do Kevin no palco. (...) Não estou atribuindo a morte do Kevin a ele (Victor), até porque eu não vejo a morte do Kevin como homicídio. Ali ele deveria ter o dever de cuidado de amigo".


A advogada relata que ficou sem entender o porquê de algumas pessoas mudarem os depoimentos: "eu já sei que eu fui traída. Eu já sei que ele estava lá. Pra que tudo isso? Pra que essa loucura? Um fala uma coisa, outro fala outra. Desde o momento que eu sabia que tinha outra mulher, eu não consigo ter raiva dele. Eu meio que justifico o erro dele, pois o mais penalizado diante todo o ocorrido foi ele".


"Eu falava para ele que talvez ele seria o amor da minha vida, e não para minha vida. Ele vai ser pra sempre o amor da minha vida, mas não foi pra minha vida, pois ele me deixou muito cedo", completa a viúva.


Vem Pra Cá, no ar de segunda a sexta-feira, às 9h30.


Curta nossa página